Enxergando a Sábia Construção pela Lente da Aliança

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O GUIA EM PDF.

1 Coríntios 3.9-15

ouvidos-atentos

Neste domingo examinamos a mensagem de 1 Coríntios 3.9-15 pela lente do princípio bíblico de aliança. Embora não seja a única forma de organizar as propostas e os princípios bíblicos, o movimento de educação por princípios oferece uma ótima lista de princípios básicos que alicerçam a cosmovisão de quem crê nas Escrituras como a Palavra de Deus. Esses são: soberania, individualidade, autogoverno (domínio próprio), caráter cristão, aliança, mordomia e semeadura/colheita. Na mensagem de domingo, focamos no princípio da aliança para entender que, sendo criaturas feitas na imagem e semelhança de Deus, nós interagimos com o nosso mundo por meio de alianças—acordos formais ou informais, conscientes ou inconscientes, pelos quais atuamos e julgamos os acontecimentos. É essencial para nossa vida e nosso destino eterno conhecer, entender e obedecer aos termos da aliança que Deus fez com a humanidade por meio de Jesus Cristo.

O texto de 1 Co 3.1-15 não trata diretamente de aliança. Paulo está tentando levar os coríntios da imaturidade do partidarismo ao entendimento da união que existe no corpo de Cristo. Ao explicar a cooperação dos ministros de Evangelho, Paulo também esclareceu um princípio importante sobre a nossa vida em Cristo: a salvação é apenas o início de uma vida abundante na qual devemos glorificar a Deus. Por isso podemos entender os elementos do texto (vv. 9-15) como termos da aliança que Jesus garante pelo Seu sangue. O alicerce é Jesus Cristo. A fé exclusiva em Jesus Cristo é um termo não negociável da aliança. É lançada por Deus, e permanece pelo Seu poder. Os materiais de construção são responsabilidade do construtor.  Ou seja, Deus dá liberdade aos seus ministros quanto às suas escolhas. Mas precisamos lembrar que o controle de qualidade dos materiais é feito por Deus. Se as nossas obras são “ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha” é algo que Deus determina. Não podemos convencer Deus a aceitar menos do que o melhor. O teste dos materiais é justo e imparcial. Paulo descreve como um fogo; só aquilo que é à prova de fogo permanecerá. E Paulo deixa claro, ele não está falando sobre incrédulos. A salvação não está na balança, e sim a recompensa. Mesmo que nada mais sobreviva ao fogo, o alicerce permanece, pois é Jesus Cristo.

coracoes-abertos

Vamos aplicar o que aprendemos de 1 Co 3.9-15 à nossa vida espiritual.

O alicerce é Jesus Cristo. Como vimos na primeira parte da mensagem, não adianta nós tentarmos construir algum edifício espiritual sem a presença do alicerce: a salvação pela graça, mediante a fé em Jesus Cristo. Quem não construir nesse alicerce é como o tolo de Mt 7.24-27; constrói na areia, e no fim experimentará grande destruição. Você tem Jesus como alicerce para sua vida espiritual? Você vive essa realidade de forma prática? Tem impacto na sua vida diária?

Os materiais de construção são responsabilidade do construtor.  Muitos querem autonomia de Deus, ou até pregam sobre o livre arbítrio do homem na salvação, mas as Escrituras são bem claras que a salvação é obra divina (Ef 2.1-10). Mas textos como este mostram que o cristão tem, sim, uma certa liberdade nas suas ações na vida cristã. Você entende quais obras seriam materiais duradouros (ouro, prata, pedras preciosas)? Você entende a importância de só dar a Deus o melhor?

O controle de qualidade dos materiais é feito por Deus. É importante entender que Deus não é cego ou enganado; Ele vê o coração, não apenas a ação. Se Ele só olhasse para as nossas ações externas, fomentaria a hipocrisia. Você está ciente das exigências do justo Deus quanto à qualidade dos materiais de construção?

O teste dos materiais é justo e imparcial. Você estaria disposto é ter suas obras provadas pelo fogo justo de Deus? Você entende os termos da aliança, que determinam o que vai sobreviver ao fogo?

A salvação não está na balança, e sim a recompensa. É claro que saber que a salvação é garantida é uma grande segurança e esperança, mas o verdadeiro discípulo não deve se contentar com isso. Você procura construir para que naquele Dia não seja “salvo como alguém que escapa através do fogo”?

maos-estendidas

Na mensagem de domingo ouvimos uma história na qual vimos que para termos os benefícios e privilégios de cidadania de um país, temos que cumprir os termos de cidadania determinados pelo Estado. Seja impostos, leis de trânsito ou procedimentos para garantir benefícios, todos os cidadãos devem cumprir a sua parte e contam com o Estado para fazer a sua parte.

Se aplicarmos isso ao texto de domingo, podemos pensar na qualidade dos materiais de construção (as nossas atitudes e ações) referentes aos termos da aliança que temos com Deus. Ele garante salvação e reconciliação pela graça mediante a nossa fé na obra completa de Jesus na cruz em nosso favor. Ele também estipula princípios e mandamentos para reger nossa vida em Cristo e até oferece Seu Espírito para nos acompanhar, aconselhar, iluminar, e etc., para que possamos viver de acordo com os termos da aliança.

Por que, então, existem cristãos que serão salvos “pelo fogo” (ou seja, farão pouco mais do que crer que Cristo, desobedecendo aos termos da aliança e desperdiçando a vida que Deus lhes deu)? Resumimos da seguinte forma: esses cristãos existem porque pessoas não têm conhecimento, entendimento ou obediência à Palavra de Deus.

Conhecer. Você conhece a Bíblia suficientemente para discernir se suas obras são ouro, prata ou pedras preciosas? Como você pode conhecer mais da Sua Palavra? Que ferramentas Deus nos deu para que pudéssemos conhecer melhor o Seu plano para a salvação e vida em Cristo? (Dica: estudamos essas coisas há pouco tempo em João 16).

Entender. Algumas pessoas conhecem textos bíblicos, mas não entendem como colocar em prática o que sabem. A liderança e mutualidade da igreja local é a ferramenta mais eficaz para a maturidade nessa área. Você está vivendo em comunidade de acordo com os termos da aliança que Deus estabeleceu? Se submete à liderança e ao direcionamento da sua igreja local? Está edificando e sendo edificado?

Obedecer. Parece desnecessário dizer, mas precisamos obedecer aos termos da aliança para termos os benefícios da vida em Cristo que Deus planejou. Quais são os empecilhos que atrapalham a sua obediência aos Seus mandamentos? Está disposto a cooperar com o Espírito para se despir deles e revestir-se de Cristo?

mentes-ocupadas

Dia 1

1 Coríntios 3.1-15

Dia 2

Jeremias 31.31-34

Dia 3

Mateus 26.26-29

Dia 4

Hebreus 8.6-13

Dia 5

Gálatas 6.6-10

Dia 6

Hebreus 10.1-25

Dia 7

Gálatas 4.1-31

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.